Facebook busca mudanças na plataforma para ajudar na prevenção de suicídios

11 de Setembro de 2019

Rede social trabalhará junto com pesquisadores para criar e aplicar novas políticas de prevenção

O Facebook anunciou um conjunto de medidas para contribuir com a campanha Setembro Amarelo, na prevenção contra o suicídio. A companhia promoverá três mudanças em sua plataforma para contribuir para um debate mais franco sobre o tema e tornar a rede social um ambiente mais seguro para pessoas com tendências suicidas.

Entre as ações, o Facebook vai contratar um especialista em saúde mental e bem-estar para trabalhar junto com a equipe de políticas de segurança da platafora. Além disso, a empresa também pretende compartilhar sua ferramenta de monitoração de redes sociais, a CrowdTangle, com pesquisadores acadêmicos selecionados, que explorarão como o Facebook e o Instagram podem ajudar na prevenção.

O terceiro e último passo consiste em adicionar as orientações #chatsafe da Orygen em seu Centro de Segurança e em seções de ajuda do Instagram, caso algum usuário pesquise conteúdos relacionados ao suicídio ou à automutilação.