Itaú e Twitter lançam a série #DeRepenteAdulto

08 de Novembro de 2019

A série é uma estratégia para aproveitar histórias de tweeteiros que estão começando a lidar com diferentes situações envolvendo dinheiro para estabelecer uma conexão verdadeira com o seu público-alvo

A partir da ideia de relacionar educação financeira na vida de jovens adultos, o Itaú desenvolveu junto ao Twitter ArtHouse (área que une gerenciamento de criadores de conteúdo, edição de vídeos e transmissão ao vivo) uma estratégia para aproveitar histórias de tweeteiros que estão começando a lidar com diferentes situações envolvendo dinheiro para estabelecer uma conexão verdadeira com o seu público-alvo. Dessa forma, iniciou-se a série #DeRepenteAdulto, em que os criadores de conteúdo Babi (@babi), Cleytu (@cleytu), Luquinha (@Luquinha), Luscas (@luscas) e Ygor Fremo (@YgorFremo) compartilham com sua audiência no Twitter experiências pessoais em assuntos como planejamento financeiro, crédito e investimentos, de uma forma leve e divertida, utilizando uma linguagem que os conecta naturalmente às pessoas que já os acompanham na plataforma.

"A partir do insight de que existem milhares de jovens que estão se tornando adultos e compartilhando suas experiências nas redes sociais, criamos junto com o Twitter uma série protagonizada por jovens influentes na plataforma, contando sobre seus dilemas e como a vida financeira não precisa ser um pesadelo neste processo de amadurecimento.”, conta Juliana Cury, superintendente de marketing do Itaú Unibanco. “Queremos desmistificar alguns tabus em torno da vida financeira e tornar a relação deste público com o dinheiro mais natural e positiva”, acrescenta Juliana.

Com seis episódios, a série será veiculada entre os meses de novembro e dezembro no perfil de Luscas (@luscas) no Twitter, com interação dos demais participantes nas conversas e comentários. 

"Esse projeto mostra o quanto o trabalho do criador pode ir muito além do tradicional, como a simples divulgação de um produto ou serviço. Estamos tratando de um tema complexo e que muitas vezes enfrenta uma resistência das pessoas, em especial do público jovem, que nem sempre é interessado em falar sobre finanças pessoais. Conseguimos reunir um time que está justamente nessa fase de começar a lidar com questões financeiras e tem um público cativo, com o qual se conecta de forma natural e genuína, com credibilidade. Esse tipo de conteúdo, criado por essas pessoas, é muito poderoso para o estabelecimento de uma relação legítima entre marca e consumidor", explica Thaiza Akemi, diretora do Twitter ArtHouse no Canadá e América Latina.