Estamos ficando cansados de influenciadores?

05 de Dezembro de 2019

Pesquisa indica que 47% dos consumidores estão cansados ​​de conteúdo repetitivo

Para grandes marcas, as parcerias com influenciadores e celebridades tornaram-se parte indispensável de suas estratégias de marketing. Como resultado, milhares de influenciadores foram atrás de lucrar com sua visibilidade. Recentemente, no entanto, estamos vendo sinais de que os influenciadores digitais já não influenciam mais tanto assim. O que está impulsionando essa mudança? Por que tantas pessoas estão desativando os influenciadores?

No centro desse padrão está uma grande mudança na maneira como os consumidores interagem com as marcas. Agora, a era do público passivo acabou. Em vez disso, a audiência está se engajando ativamente uns com os outros (e com as marcas), procurando um envolvimento autêntico e significativo e formando suas próprias comunidades com base em interesses e valores compartilhados, as “tribos”.

Segue abaixo algumas razões pelas quais a era do marketing de influenciadores tradicional pode ter acabado, e maneiras alternativas para as marcas envolverem seus públicos.
 

 

Por que as pessoas estão cansadas dos influenciadores?
Plataformas como Instagram, Twitter e Facebook oferecem uma promessa tentadora para usuários de todas as idades ao redor do mundo: um lugar acolhedor para auto-expressão, envolvimento significativo e um senso de comunidade.

Mas, cada vez mais, as redes sociais tornaram-se um depósito de publicações e anúncios patrocinados, e os usuários logo percebem a falta de autenticidade de influenciadores e marcas.

Algumas razões que levam ao Influencer Fatigue:

1. Maior demanda por engajamento autêntico — impulsionado pelos millennials e pela Geração Z

De todas as razões para se afastar dos influenciadores, a crescente demanda por um envolvimento autêntico é a mais significativa.

As pessoas estão cansadas de posts genéricos; celebridades posando com kits de clareamento dos dentes, roupas de boutique ou até pirulitos que suprimem o apetite. Em vez disso, os usuários de redes sociais estão procurando conteúdo real e sem etapas para interagir, indo além da fachada online para ver as pessoas reais por trás das legendas.

2. influenciadores com seguidores, curtidas e engajamento falsos

Há também o problema de influenciadores falsos com o envolvimento comprado nas plataformas como Instagram e Twitter. Os influenciadores enfrentam enormes incentivos para aumentar seus números quando se trata de seguidores, curtidas e comentários, e isso deu origem a problemas como bots, seguidores pagos e outros atalhos para “crescer mais rápido”.

Estudos descobriram casos em que os influenciadores contratados por grandes marcas têm bases de seguidores falsos que são estimadas em até 70%. Isso não é apenas uma enorme dor de cabeça para as marcas: também é outra grande razão por trás da desilusão com os influenciadores em geral.

3. Conteúdo clichê e influenciador repetitivo

Além da demanda por um envolvimento mais autêntico, a fadiga do usuário com o conteúdo estereotipado de influenciadores também está afugentando as pessoas.

Todos os dias, os usuários de redes sociais são submetidos a um fluxo interminável de influenciadores vendendo seus produtos com a mesma estética. Se não é alguém que vende um tapete de ioga com uma pose de ioga na praia ao nascer do sol, é alguém com uma foto de torradas de abacate ou uma selfie de academia perfeita.

Se você se sentiu um pouco cansado de clichês, não se preocupe — você não está sozinho. 47% dos consumidores estão fadigados ​​pelo conteúdo repetitivo de influenciadores.

Essa é uma das principais razões pelas quais os usuários do Instagram abandonam a estética clássica da plataforma e procuram algo mais real.

“47% dos consumidores estão cansados ​​de conteúdo repetitivo de influenciadores. — Bazaarvoice”

 

 

 

Publicação original em inglês por Joei Chan — Diretora Global de Conteúdo, Linkfluence. (aqui Com informações da YOUPIX