Estácio Florianópolis promove oficina sobre Comunicação Não-Violenta

21 de Agosto de 2019

Para os alunos, segundo as organizadoras, trata-se do primeiro passo na busca de uma formação profissional que lhes dê respostas éticas satisfatórias a problemas com os quais irão se deparar ao longo da carreira

Como parte da semana destinada à recepção dos calouros da Estácio, a unidade de Florianópolis preparou uma programação intensa, que culmina na próxima quinta-feira, dia 22, com uma oficina sobre Comunicação Não-Violenta.

"Inspirada na mediação, a comunicação não-violenta tem por objetivo despertar a compaixão nas pessoas", afirma a advogada e especialista Juliana Goulart, que fará a palestra aos alunos ingressantes, a partir das 20h15min.

Juliana foi uma das revisoras do Manual de Mediação Judicial, do Conselho Nacional de Justiça (2016). Segundo ela, a prática auxilia os envolvidos em conflitos não só a reformularem a maneira pela qual se expressam, como a ouvirem uns aos outros. Métodos inspirados na comunicação não-violenta incentivam maneiras de se articular com outras pessoas, sem julgamentos.

A coordenadora do curso de Direito da Estácio, Monique Mallon, ressalta a importância do evento para estudantes da área. “É fundamental desenvolver com os alunos, desde o ingresso na faculdade, as vantagens da resolução de conflitos por meio das práticas extrajudiciais, sem necessariamente recorrer ao processo judicial. Consideramos que celeridade e eficiência na solução das lides é uma das vantagens deste tipo de atividade”, afirma Monique.