Pesquisa de audiência revela preferência de ouvintes brasileiros

20 de Agosto de 2015

A maior parte das pessoas que formam o público de rádio no Brasil escuta as estações na internet e relaxa enquanto ouve música – principalmente no trabalho ou durante tarefas domésticas. A exceção é na hora de dirigir: dentro do carro a sintonia ainda é pelas ondas FM e os motoristas aproveitam para pensar na vida. Essa é a conclusão de uma pesquisa de audiência conduzida pela Antena 1 no início de agosto, com 741 ouvintes.

Dentro de casa ainda é onde mais se ouve rádio, com 59% da preferência. Em seguida, aparece o carro, com 21%, e o trabalho, com 20%. Um insight interessante é a fidelidade dos ouvintes: cerca de 80% escuta música todos os dias independentemente do local. As taxas são semelhantes para quem nunca troca de estação – apenas no caso dos automóveis as chances do dial ser mudado chegam perto de 50%.

Mesmo no trabalho, os brasileiros preferem escutar as músicas sem fones de ouvido (72%), pouco abaixo dos 81% que adotam a mesma prática em casa, e 88% no carro. Apesar de ajudar a relaxar, as canções não são uma distração no ambiente corporativo. Pelo contrário, 98% dos ouvintes afirmam que o rádio os torna mais produtivos durante o expediente.
 
A pesquisa também revelou os canais utilizados para ouvir rádio: no trabalho, o computador é o escolhido em 37% dos casos. Em casa, o radinho lidera com 39%, e o PC e dispositivos móveis ocupam o segundo e o terceiro lugar, respectivamente, somando 51% da preferência. Já no carro, o som embutido ganha de longe, com 78%.