Coluna Carlo Manfroi | Jovem Brasileiro

20 de Maio de 2019

Dos 208 milhões de habitantes do Brasil, 51 milhões são jovens, entre 15 e 29 anos

Há alguns anos estamos investindo em pesquisas na Qualé Digital sobre perfis do público brasileiro, a fim de embasar a comunicação de nossos clientes.

Por isso, o convite da NSC Comunicação para assistir à palestra Jovens do Futuro, da Flávia Toledo, gerente de Pesquisa de Comportamento da Globo, veio muito bem complementar nossos dados.

O evento, que aconteceu no moderno Centro Empresarial ACATS | FACISC, em Florianópolis, traz alguns dados reveladores.

A população jovem atual é a maior que já tivemos, percentualmente. Dos 208 milhões de habitantes do Brasil, 51 milhões são jovens, entre 15 e 29 anos. Desses, 46% estão em cidades até 100 mil habitantes.

Os jovens são sensíveis sensores de tudo o que acontece no mundo. São os primeiros a perceberem e a oferecerem mudanças para o meio em que estamos. Conectam mais rápido as necessidades e oportunidades que estão por aí e podem oferecer soluções com maior velocidade.

Grandes mudanças de comportamento são lideradas por jovens, e muitas delas só puderam ser compreendidas pelas demais faixas etárias anos ou décadas mais tarde.

Com um megafone para cada um – redes sociais – hoje esses sensíveis sensores conseguem propagar em uma velocidade nunca vista o que está acontecendo nos quatro cantos do mundo.

Juntando as modificações nas relações de emprego e no mercado de trabalho com o avanço da tecnologia temos jovens muito mais conectados, que oferecem soluções de novos produtos e serviços para o mercado e criam seu próprio emprego.

O consumo de TV quase não é percebido por eles, e muitos acreditam não assistir, até começar a citar seus programas favoritos: novela, esporte, noticiário e por aí vai.

O momento que o Brasil passa é outro fator que está contribuindo com o sincretismo etário, quer dizer, pais e mães, filhos e avós coabitam um ambiente onde as trocas de opiniões acontecem quase que diariamente. Com uma grande diferença: antigamente, os mais velhos detinham a informação e o conhecimento, e davam a palavra final sobre qualquer tema. Com a internet, isso mudou. Todos têm e defendem suas opiniões. O caldo engrossou.

Carlo Manfroi

  • imagem de cmanfroi
    Carlo Manfroi é publicitário, pós-graduado em marketing interativo, CEO da Qualé Digital, consultor, escritor, professor de pós-graduação especialista em gerenciamento de crise e branding. Email: carlo@qualedigital.com – www.qualedigital.com