Coluna Carlo Manfroi | Google - Ranking Brasil: O que os brasileiros buscaram em 2017

05 de Janeiro de 2018

Analisando os dados do Google sobre as buscas na internet brasileira, o meio Televisão confirma sua hegemonia na pauta da nação

O Google revelou o que os brasileiros mais buscaram na internet em 2017. E deu a pauta da Televisão na cabeça! Grande parte dos assuntos mais procurados na internet brasileira são reflexo direto de conteúdos originários da TV, ou turbinados pelo meio.
Os resultados não apresentam estratificação por região, classe social, sexo ou idade, mas revelam massas de conteúdos que atingiram o topo do ranking de acordo com o volume de frequência com os quais foram procurados.
Confira os assuntos que tiveram a preferência dos brasileiros em 2017, e que revelam o raio X de gostos e atitudes da nação.

Big Brother

Em 2017 o brasileiro médio se mostrou muito interessado pelo Big Brother Brasil, a ponto de colocar o tema como o mais buscado no Google. Aquela sensação de que o formato do programa cansou, de que é bobeira e baixo nível em nada muda a curiosidade das pessoas em querer saber mais sobre o que acontece na casa de câmeras abertas da Globo.
O que chama atenção aqui é que o termo mais buscado na internet brasileira é um dos que mais usa o canhão da mídia Televisão para se propagar. São meses de promoção do evento e depois transmissão ao vivo em diversos canais – TV aberta, a cabo e internet – pelas 24 horas do dia. Ou seja: o maior sucesso nas buscas online vem do circo off-line chamado Televisão.

Futebol

O mesmo acontece com o esporte mais popular do Brasil. O futebol, verdadeira paixão nacional, confirma sua presença entre os conteúdos mais consumidos em lazer e entretenimento. A Tabela do Brasileirão bateu recordes de procura e atingiu todos os goals de audiência. Um conteúdo assistido e debatido à exaustão dos estádios à mesa de bar, encontrou na internet uma arquibancada perfeita para comentários, comemorações e, lamentavelmente, brigas e discussões.

Enem

Em terceiro lugar como o termo mais buscado na plataforma digital temos o Enem. Poderíamos dizer que a grande cobertura dos meios de comunicação  sobre o assunto faz jus à busca, mas prefiro esperançar que seja a mudança de perfil de uma geração que está focando em melhorar o seu futuro através dos estudos.

Marcelo Rezende
A pessoa mais buscada na web, o jornalista Marcelo Rezende, não está mais entre nós. Não foi exatamente a sua morte, vítima de câncer em setembro de 2017, o que causou comoção nos internautas, mas a briga de seus filhos com sua namorada em relação à herança a receber. De novo, uma espécie de big brother familiar – com pitacos de baixaria – pode ter sido o que motivou o brasileiro médio a fazer a pesquisa.

O Chamado

O filme O Chamado foi outra garantia de sucesso nas buscas, mas não apenas pelo roteiro de suspense e terror de tirar o fôlego. O que cativou o público e incentivou a divulgação boca a boca estava fora das telas. Foi a criativa ação de marketing desenvolvida em parceria pelo Google e Paramount, onde os usuários de celulares Android tinham a lanterna de seu smartphone acesa ao pronunciarem “OK Google” + “O Chamado”. Uma ação diferenciada que viralizou o filme nas telas do mobile antes mesmo dele rodar na telona.

FGTS

O aperto do ano de 2017 foi geral, em todos os segmentos, salvo exceções. Com a liberação do Governo para os saques do FGTS, nada mais natural que esse termo crescesse tanto em audiência nas buscas na rede quanto nos saques nas agências. Foi o que deu.

SISU

Mais uma esperança positiva. Tentando equilibrar as buscas entre entretenimento e conhecimento, a procura pelo termo SISU traz luz sobre o foco da nova geração de brasileiros. O SISU busca candidatos participantes do ENEM para universidades federais e estaduais. São milhares de vagas em mais de 100 instituições de ensino no Brasil. Reverberou no noticiário, em todas as mídias, e obviamente no Google.

Furacão Irma

A desgraça alheia chama a atenção mais uma vez e se apresenta em destaque nas buscas do Google. O desastre provocado pelo Furacão Irma, seus desalojados, mortos e feridos mexeu com a curiosidade dos internautas e rendeu muitos acessos nas buscas.

Despacito

Um pouco de molejo, requebro e despretensão ajuda a relaxar. Cantar e dançar é sempre bom, mas a galera não relaxa na hora de dar um Google na busca por Despacito, o hit de 2017. Aos poucos, despacito, a música tomou conta de todas as paradas, invadiu as rádios e a audiência na web.

A Fazenda

O reality show exibido pela TV Record também mexeu com o público nas redes sociais. Confinamentos, brigas, fofocas, discórdias, namoros... todos os ingredientes da vida real estão ali, ao vivo, com os personagens reais como ratos de laboratórios em um aquário para serem observados. Não contentes, os telespectadores querem mais e vão na internet espichar o papo e buscar mais sobre o assunto. Como resultado, assim como o Big Brother da TV Globo, A Fazenda foi um dos mais buscados no Google em 2017.

O resultado da pesquisa de buscas divulgado pelo Google revela mais do que o hábito do consumo transmídia ou da sobreposição de telas. Mostra também a linha editorial que mais faz sucesso entre os brasileiros. Fofoca e tragédia ganham destaque, enquanto o grande canhão Televisão continua nadando de braçada na formação da opinião pública. Em tempos em que a mídia mais propagada é a digital, a mais poderosa continua sendo a TV. Vale redobrar a atenção para os meios e para os fins, já que estamos nas vésperas de eleições. O que vem por aí na pauta da mídia que é a Grande Mãe?
 

Carlo Manfroi

  • imagem de cmanfroi
    Carlo Manfroi é publicitário e escritor especialista em storytelling, pós-graduado em marketing interativo, CEO da Qualé Digital, professor de pós-graduação especializado em gerenciamento de crise e branding. Email: carlo@qualedigital.com – www.qualedigital.com www.storystudio.com.br